Muitos pacientes buscam uma segunda opinião médica ou confirmação de diagnóstico, antes de iniciar o tratamento para uma condição complexa. Quando se trata de uma indicação neurocirúrgica, é natural haver uma maior preocupação, pois o tratamento cirúrgico inadequado pode trazer graves consequências para o paciente.

Neste artigo, vamos esclarecer alguns pontos importantes sobre a busca de opinião adicional nos casos de cirurgia neurológica.

Porque Buscar uma Segunda Opinião

Ao enfrentar um problema de saúde, as pessoas podem pensar que o médico possui todas as soluções. No entanto, os médicos nem sempre têm todas as respostas. Ao contrário da matemática, a medicina não é uma ciência exata. Na realidade, esta é uma ciência interpretativa, na maioria das vezes.

Há diferentes procedimentos para tratar um mesmo caso. E o próprio corpo humano também não é exato. Há pacientes que reagem positivamente a um determinado tratamento, enquanto outros não.

Saber exatamente o que está afetando a saúde do paciente é essencial para que o tratamento seja efetivo. Deixar de obter outro ponto de vista pode impedir a identificação de um erro de diagnóstico ou levar a atrasos no tratamento ou complicações.

Quando é indicado buscar uma segunda opinião

Muitas vezes, devido à natureza incomum dos sintomas ou complexidade da condição, o médico recomendará uma segunda opinião. Outras vezes, o paciente ou seus familiares podem considerar necessário conversar com outro especialista.

Esta segunda opinião pode levar à indicação de um método mais rápido de tratamento ou à interrupção de abordagens terapêuticas desnecessárias. Veja a seguir algumas situações em que é necessário obter uma segunda opinião:

  • Se o paciente não está confortável com o diagnóstico ou a indicação cirúrgica do primeiro médico;
  • Se o cirurgião não respondeu todas as perguntas do paciente sobre a razão do procedimento proposto ou se suas respostas foram vagas;
  • Se o cirurgião diz que a cirurgia é a única opção terapêutica;
  • Quando o médico diz que não há nada a ser feito;
  • Quando o tratamento não está funcionando.

Segundas opiniões também são importantes ao decidir sobre as opções de tratamento. Pacientes que receberam tratamento e não observaram melhoras devem procurar outra opinião, pois pode existir uma forma diferente para resolver o problema.

Estudos sobre a Necessidade de Segunda Opinião

Um estudo realizado em abril de 2017 pela Clínica Mayo, nos Estados Unidos acompanhou 286 pessoas que procuraram a segunda opinião de um médico. Os pesquisadores concluíram que apenas 12% dos participantes receberam a confirmação do primeiro diagnóstico. Isso significa que, em 88% dos casos, os especialistas tinham opiniões divergentes sobre a condição do paciente.

Esses resultados foram obtidos por meio da análise dos registros dos voluntários por dois anos. Os especialistas compararam a primeira avaliação com a final para determinar as diferenças entre elas. Em 21% das ocorrências, o diagnóstico foi totalmente alterado e em 66% dos casos, foi mais detalhado ou redefinido.

Procurar Outra Opinião Poderia Ofender o seu Médico?

É comum pacientes sentirem-se desconfortáveis ao procurar uma segunda opinião, acreditando que isto seria questionar o diagnóstico do seu médico.

Mas os pacientes não têm conhecimento de que os médicos muitas vezes também procuram segundas opiniões de colegas. É comum se questionar sobre suas próprias opiniões, até mesmo entre os mais experientes e conhecedores da ciência e da prática médica.

Mesmo que a escolha de um cirurgião para obter uma segunda opinião seja difícil, os pacientes não devem ter receio de ofender ou desagradar seu médico ao solicitar uma segunda opinião. Isto pode conferir ainda mais transparência na relação entre médico e paciente.

Buscar uma segunda opinião também pode ajudar a elevar o grau de confiança do paciente e de seus familiares, confirmando a necessidade de um método de tratamento ou indicando outra forma menos invasiva ou traumática de melhorar o quadro do paciente.

Você está precisando de uma segunda opinião sobre a necessidade de uma cirurgia neurológica? Marque uma consulta e deixe-nos ajudar-lhe a tirar todas as suas dúvidas.

Segunda Opinião em Cirurgias Neurológicas – Quando Procurar
Média 5 / 42 de Votos

Comente

Agendar
Consulta