Dor de Cabeça Constante

Grande parte da população brasileira sofre ou já sofreu de dor de cabeça constante. Algo que parece tão normal no dia-a-dia pode estar indicando que há problemas maiores de saúde que necessitem de um tratamento acompanhado por médicos para ter solução.

Existe uma série de causas que são possíveis para a dor de cabeça. Entre elas, estão cansaço, problemas na visão, ansiedade, estresse, gravidez e muitos outros. Saber identificar se há a presença de outros sintomas junto desse mal ajuda no diagnóstico precoce e na cura mais rápida.

O presente artigo se destina a esclarecer dúvidas sobre este quadro clínico como suas causas, sintomas, exames necessários na identificação do real problema, e processos terapêuticos.

Dor de Cabeça Constante

Localização e Causas

  1. Região da Testa

No quadro em que a dor se localiza na região da testa (parte frontal da cabeça), podemos ter um indicativo de desidratação em grau leve devido à exposição ao calor intenso, sinusite, rinite, gripes, enxaqueca (dor pulsátil ou latejante), problemas na visão, problemas de coluna, bruxismo, hormônios alterados ou a pessoa se encontra em jejum.

  1. Região da Nuca

Na situação em que a dor está centrada na região da nuca, pode-se ter um indicio de má postura, contraturas musculares no pescoço, pressão alta e se estiver presente durante a gravidez pode indicar eclampsia.

A eclampsia é uma condição médica onde a gestante passa a ter convulsões ocasionadas por hipertensão, alta taxa de proteínas no sangue ou disfunções em alguns órgãos.

  1. Dor de Cabeça Frequente Associada à Região Ocular

Quando a dor está associada à região ocular, geralmente está apontando para um problema de visão. Este quadro clínico é muito comum em crianças e jovens, devido a esforçarem sua visão quando ainda não há um diagnóstico do transtorno, e indivíduos que não estão utilizando óculos ou lentes de contatos no grau certo para o seu caso.

Na Gestação, a Atenção Deve Ser Redobrada

Quando a dor de cabeça constante é forte e aparece na gravidez, principalmente associada à região da nuca, a gestante deve ser encaminhada ao médico imediatamente por poder se tratar de uma condição chamada eclampsia.

A eclampsia é um quadro clínico grave que gera convulsões devido à hipertensão arterial, altas taxas de proteínas no sangue ou certas disfunções em alguns órgãos, geralmente aparecem durante o segundo trimestre de gestação, mas também pode ocorrer antes, durante ou após o parto.

Procurando Ajuda Médica

Se a dor de cabeça for constante e por mais de cinco dias, é recomendável ao paciente procurar ajuda médica. Nestes casos, o mal pode representar problemas mais graves, principalmente se estiver associado à perda de equilíbrio, vômitos, febre alta e distúrbios na visão.

Na consulta o médico determinará qual o possível transtorno que está ocasionando a dor de cabeça constante e pedirá que o indivíduo realize exames neurológicos, hormonais e sanguíneos específicos para a identificação do problema.

Tratamentos

Os tratamentos podem variar desde os mais simples, que são aplicados em casa para casos que não possuem gravidade elevada até os mais complexos, em que uma intervenção cirúrgica pode ser a solução.

É importante ressaltar que existem dois tipos de tratamentos para este mal que são os preventivos, realizados para prevenir o aparecimento da dor e os agudos, que buscam cessar a crise.

  1. Analgésicos

Quando se trata de uma simples dor de cabeça devido a cansaço, estresse, ansiedade e outros quadros mais simples, há a indicação de analgésicos para tratar do problema, que deve desaparecer em um ou dois dias no máximo.

Se os sintomas persistirem por mais de três dias, o recomendável é procurar um posto médico para identificar a natureza do problema com uma análise mais eficaz do caso, que só pode ser realizada via atendimento clínico.

  1. Demais Abordagens Terapêuticas

Quando os transtornos são de caráter especifico, o tratamento deve se adequar ao quadro clínico do paciente. Em casos de enxaqueca, por exemplo, existe a indicação de medicamentos próprios para tratar a doença, como a classe dos Triptanos, indicados para casos de dor crônica.

Em situações de ansiedade, estresse, depressão ou outros transtornos psicológicos, é indicado o uso de antidepressivos e ansiolíticos no tratamento das dores de cabeça constantes.

Em situações onde os casos de cefaleia crônica se mostram intratáveis, existe a possibilidade de intervenção cirúrgica através da Cirurgia de Estimulação do Nervo Occipital.

Esta intervenção eficaz é recomendada para condições onde o paciente já realizou tratamentos do problema com um neurologista, mas nenhum surtiu um efeito de melhora considerável.

A Cirurgia de Estimulação do Nervo Occiptal consiste em implantar eletrodos nos nervos occipitais, que se encontram na região da nuca e no occipício, onde um gerador emite pulsos elétricos aos mesmos, alterando assim o funcionamento basal, remodelando a dor.

Sabendo que a dor de cabeça constante tem causas e tratamentos específicos, é extremamente necessário que o paciente tenha seu quadro de dor avaliado por um médico especialista, para um obter melhor diagnóstico e tratamento da doença. Marque uma consulta e deixe-nos ajudar em seu tratamento.

Dor de Cabeça Constante: Causas e Tratamentos
Votar

Comente

Agendar
Consulta