Tremor Essencial

Tremor Essencial

Tremor Essencial

Apesar de não ser uma patologia muito conhecida, o tremor essencial é comum na sociedade, afetando 1% dos adultos jovens, e com o tempo aumentando para 5% das pessoas com mais de 65 anos.

Uma definição clássica dos sintomas inclui o tremor simétrico (ocorre nos dois lados do corpo de forma bem parecida), postural (que ocorre, por exemplo, quando seguramos a xícara numa posição fixa no ar) ou de ação (enquanto estamos levando a xícara até a boca), que melhora com o repouso ou então quando o paciente ingere bebida alcoólica.

Manifestações clínicas

O tremor essencial pode surgir no final da adolescência ou após os 65 anos. Na maioria das vezes, quanto o tremor inicia tardiamente, são maiores as possibilidades de outras doenças estarem associadas ao tremor e, por esse motivo, o diagnóstico precisa ser realizado com mais cuidado.

Quando em pacientes mais jovens, e é confirmada a ausência de outras doenças, o quadro de tremor essencial isolado necessita de tratamento apenas se o sintoma incomodar.

Mas como esta é uma condição permanente, que piora com o avanço da idade, podendo ainda irradiar-se para outras áreas do corpo, o paciente não deve ficar sem seguimento médico, para avaliar quando é necessário iniciar um tratamento medicamentoso ou cirúrgico.

A importância do diagnóstico diferencial

Um estudo publicado em março deste ano no Jornal Oficial da Sociedade de Transtornos do Movimento destaca que, sob o rótulo de tremor essencial, existem diversas doenças, algumas que representam inclusive disfunção cerebelar, que ainda não se manifestaram totalmente.

Outras doenças que podem ser confundidas com o tremor essencial são distonia, Parkinson e distúrbios parkinsonianos atípicos. Os pesquisadores deste estudo recomendam cautela ao caracterizar esses tipos de tremores como tremor essencial, pois essas doenças precisam de tratamento específico, que deve ser iniciado o quanto antes.

O diagnóstico do tremor essencial é muito complexo, pois deve ser feito por exclusão, afastando inicialmente a possibilidade de outras doenças. Além disso, o diagnóstico só é confirmado após um tempo de seguimento médico, para constatação de que o tremor não é o início de outra doença.

Tremor Essencial

Tremor Essencial

Como é realizado o tratamento

Inicialmente, o tratamento é medicamentoso. Fármacos de diferentes classes podem ser experimentados para diminuir a intensidade do tremor. Os que costumam apresentar os melhores resultados são diazepínicos, anticonvulsivantes ou betabloqueadores.

Quando a medicação não apresentam resultados satisfatórios, ou a doença progrediu, existem as opções cirúrgicas.

Um dos métodos cirúrgicos é a destruição celular controlada na região cerebral que produz os tremores. Mais recentemente, esta lesão de áreas cerebrais pode ser feita por meio de ultrassom, sem a necessidade de cortes na pele.

A técnica cirúrgica de estimulação cerebral profunda também é indicada. Neste caso, são implantados marca-passos cerebrais, que fornecem estímulos elétricos para bloquear os sinais do cérebro que causam o tremor.

A técnica de ablação (destruição das células de tremor) possui a limitação de poder apenas ser realizada nos tremores unilaterais, ou seja, que afetam um lado do corpo. Já as técnicas recentes de estimulação cerebral profunda também podem ser realizadas em pacientes que os dois lados do corpo são acometidos, pois possuem menor risco de complicações e não são técnicas destrutivas, e sim modulatórias, sendo possível ligar ou desligar o aparelho, caso necessário.

Causas e Oportunidades de Prevenção

As causas do tremor essencial ainda não estão totalmente esclarecidas. Entretanto, estão sendo realizados grandes esforços da comunidade científica para elucidar as etiologias e a patogênese desta condição.

Em dezembro do ano passado, o The National Institute of Neurological Disorders and Stroke (EUA), reuniu diversos especialistas da neuropatologia com o objetivo de desenvolver recomendações para futuras pesquisas.

Até o momento, sabemos que estresse e o abuso de estimulantes como cafeína e alguns medicamentos podem agravar os sintomas. Dessa forma, evitar o consumo em excesso dessas substâncias pode ajudar a prevenir ou melhorar os sintomas quando estes já se manifestam.

Tremor Essencial – Saiba mais sobre este Distúrbio Neurológico do Movimento
Média 5 / 13 de Votos

Comente

Agendar
Consulta